Blogger

Blogger
Morena - Autora

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Eu posso, sim, cortar pessoas da minha vida para sempre

Cortar quem nunca sabe elogiar, quem nos usa como segunda opção, quem é maldoso, quem regula amor. E, quando lhe disserem que você não pode cortar as pessoas da sua vida, apenas responda: “ah, tá”.
Há uma ideia geral de que não podemos simplesmente tirar de nossas vidas as pessoas que já fazem parte dela. No entanto, quem há de negar que manter alguém que azucrina e não agrega nadica de nada só traz decepção? Logicamente, ninguém é perfeito e teremos, em muitos momentos, que tentar entender o outro, analisando se o erro não estará justamente em nós. Ainda assim, existem pessoas que não deverão continuar junto, simplesmente porque nunca estiveram junto de fato.
Cortar quem nunca sabe elogiar, apenas criticar e ridicularizar sutilmente. Existem pessoas que não sabem fazer outra coisa a não ser falar o que temos de negativo, como se somente enxergassem o nosso pior. Precisamos de alguém que nos alerte para nossos comportamentos indesejáveis, mas não é somente o indesejável que faz parte de nós. Se nada tivermos de bom para o outro, então que nos deixe em paz.
Cortar quem nos usa como segunda opção. Se nunca somos lembrados para as horas de lazer e de descontração, se nunca recebemos uma mensagem, que seja um “oi”. Se nunca somos a primeira opção, mas sempre o amigo estepe, é hora de repensar o relacionamento. Ninguém poderá estar disponível nas vinte e quatro horas do dia, porém, quem nunca dá o ar da graça não sente nossa falta. Fato.
Cortar quem é maldoso. Gente ruim não deve ter espaço perto de quem não prejudica ninguém, de quem tem a história limpa, de quem erra querendo acertar, querendo o melhor, sem pisar em ninguém nesse percurso. Existem pessoas que fazem do veneno seu meio de vida, espalhando boatos, puxando tapetes, traindo a lealdade de quem quer que seja. Nossa energia não deve ser maculada por quem não sabe ser feliz e trama todo dia pela queda do outro. Cortemos.
Cortar quem regula amor. Uma das piores coisas que existem é a mendicância afetiva. Ter que implorar por carinho, por atenção, por ser visto, escutado, percebido, isso é humilhante demais. Jamais o medo da dor do rompimento poderá ser maior do que a dignidade de exigir reciprocidade afetiva. Alguns só conseguirão distribuir esmolas sentimentais; outros, nem isso. Passe longe.
Poucos serão os momentos em que poderemos desfrutar daquilo que realmente nos faz bem, de lazer, de convívio sincero. Não dá para gastar tempos preciosos com gente à toa, que não muda, que não quer ser ajudada, que só quer mesmo é ferrar com tudo e com todos. Quando lhe disserem que você não pode cortar as pessoas da sua vida, apenas responda: “ah, tá”.

Por: Marcel Camargo

terça-feira, 4 de setembro de 2018


A vida como ela é

Essas máquinas são tão difíceis quanto conseguir um amor verdadeiro. Acho que você já viu, pelo menos em vídeo, onde alguém tenta pegar algo que tem lá e não conseguem. Mas também quero deixar uma coisa importante: muita gente tá achando que procurar um amor é tudo que ela precisa e esquece do amor próprio. Por favor, antes de amar alguém se ame primeiro. Não permaneça tentando pegar esse amor nessa máquina e só quebrando a cara, gastando tempo. Invista em você. Se ame primeiro. Pois quando você começar ter amor próprio, dá uma preguiça de insistir em quem não sente ou faz o mesmo por nós. Amor próprio é tudo que você precisa. 



By: A.k.a.l.m.a



quinta-feira, 23 de agosto de 2018

A falta vai além do ar...

Às vezes sinto falta do ar, às vezes falta de algo, falta de alguém, falta de uma emoção, falta de reflexo e falta de mim mesma.
O vazio preenche, a angústia enforca e a dor, essa, invade intensamente. É como se tivesse submerso em seu próprio pensamento, seja ele leve ou na maioria das vezes, pesado. Não há como descrever tal frustração de você mesmo habitar esse corpo emprestado, o qual traz tantas confusões, medo, inseguranças e incertezas ao mesmo tempo. Só, essa palavrinha tão pequena e com tão grande importância, SÓ queria que tudo isso acabasse, de uma vez por todas, sem rodeios e manifestos de infelicidade.
É tão assustador, saber que além da ansiedade que consome sua vida, há também aquelas pessoas tão vazias quanto você mesma ao seu redor, cheia de perguntas prontas direcionada ao ser depressivo todo momento, futilidade e bla bla. Ninguém quer realmente saber sobre sua história, se envolver em suas angústias nascida do nada, investir tempo ou sentimento a esse ser enlouquecido, que não gasta seu raciocínio com coisas produtivas, prefere tentar buscar respostas para suas próprias invenções e confusões do dia a dia.
Cansa dar conta de tudo, toda hora. Cansa dar conta de mim mesma todo o tempo. Cansa do próprio cansaço de se cansar de respirar.

By: Aline Otaviano