Blogger

Blogger
Morena - Autora

sábado, 30 de maio de 2015

20 e poucos anos...


Quando tinha 15 anos não via a hora de ter 18, como se aquilo fosse ser uma das 7 maravilhas do mundo, e aprendi que não é assim tão fenomenal ser "adulto", pois com os 18 anos, vem os 19, 20, 21, 22, 23 e agora 24!
E junto com todos esses números, vem as responsabilidades, dúvidas, certezas e a carência de voltar a se preocupar somente com a prova de Biologia do dia seguinte e que, quando fosse pra casa, encontrar o almoço da mamãe pronto na mesa e logo após tirar aquele cochilo delicioso.
Pois é, nem tudo acontece como planejamos, largar o conforto do colo da mamis, sair da cidade pequena, deixar de jogar bola
na rua a noite e passar a tarde com as amigas não seria eterno, e claro, sair de casa com 17 anos não foi algo fácil e nem planejado,
mas, como foi um salto para o início de uma vida nova, com novos horizontes, não desisti e mergulhei de olhos fechados no futuro.
O tempo passa, e com ele leva muitos desentendimentos, sentimentos, mágoas, alegrias e momentos únicos.
O pior de "tornar gente grande" é saber que pessoas que amamos lá atrás, desde sempre, pode nos deixar a qualquer momento,
e isso não é legal. Sempre falo, difícil gostar de alguém hoje em dia, pois viver a perda ou a ausência é algo terrível, e isso ninguém
nos ensina, é tudo na prática, ou você se controla ou a loucura te invade.
Mas Deus é perfeito, Ele não abandona seus filhos. Por tudo que passei e ainda viverei, a fé não me derruba. 
Quero sim viver uma história do começo ao fim, sem intervalos, quero que a intensidade de viver me preencha
todos os dias o acordar, pensar e praticar meus objetivos, todos os dias.
Muita coisa boa me aconteceu, e como uma virginiana, exijo muito e esqueço de olhar pra mim mesma e ver que sou maravilhosa, perfeita pra mim, não posso agradar a todos, mas me agradar é fundamental.
Não tenho ódio de ninguém, quero somente o bem, pessoas felizes não perdem tempo com outras coisitas.
Vou levar minha vida como acho que devo, o correto está comigo, talvez o que não seja pra você seja pra mim, portanto
vivendo e respeitando um ao outro, assim ninguém invade o espaço de ninguém.

Morena 




Nenhum comentário:

Postar um comentário