Blogger

Blogger
Morena - Autora

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Coração de inverno

Sabe aquela noite escura e fria, onde não há ninguém para te ouvir, para conversar... o pensamento toma conta, acelera o peito e invade a razão, te deixa boba, sentimental e carente. Você perde as contas de quantas vezes sua respiração oscila em menos de um minuto, o barulho do relógio de parede te incomoda, o jeito é pegar o edredom e cobrir a cabeça, como se fosse uma solução, repentina talvez, mas a única que encontrou naquele momento em que o passado veio como um tsunami e te deixou sem estrutura alguma, sem suportar o barulho do próprio silêncio. Descrever os momentos não é nada fácil, sentimentos de nostalgia, encharcados por lembranças, sejam elas boas ou ruins, o futuro não tem chance, acaba sofrendo pelas dores do passado. A carência é horrível, é um vazio que ao mesmo tempo que quer um abraço, quer também ficar sozinho. Às vezes até pensa na possibilidade de ser ou estar louco, mas não, não está sozinho nessa, é mais normal do que possa imaginar. É ruim ficar toda noite sozinho, ouvindo simplesmente o "nada" e ao mesmo tempo ouvindo gritos que vem de dentro, que pede por socorro, mas que muitas vezes são sufocados pela razão. A vida te decepciona a medida que surpreende, são inúmeras histórias de amor, de sofrimento, histórias de grandes experiências e traumas também, enquanto isso, os finais felizes ficam cada vez mais distantes, enterrados por essa atualidade que não passa de cantadas virtuais, sexo casual, satisfação do ego e traição com o próprio eu. Se há a capacidade de ocultar o amor próprio, por que não fingir reciprocidade pelo próximo? E com isso, viva a ilusão e a desconfiança, que toma conta cada vez mais os corações dos mortais que acreditam em um amor verdadeiro.
Escrito e publicado por Morena

Um comentário: