Blogger

Blogger
Morena - Autora

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Carta para a decepção

Saudade daquele tempo que não havia mentira, não havia ilusão e nem coração partido,
Éramos tão felizes, sem maldade, sem enganação... havia cumplicidade.
Em um final de semana qualquer, deitados na grama, os raios de sol refletia suas juras de amor, parecia eterno aquele momento, nosso sentimento ofuscava qualquer negatividade.
Pelos caminhos, vários obstáculos... eu corria do amor e, quando menos esperava, era alcançada. Sábias palavras invadiam meus ouvidos todos os dias, era único os momentos com você, minha falta de sensibilidade contribuiu com o início da frieza, mas no fundo, o coração estava em chamas, transbordando de paixão. 
O acompanhava em meus sonhos de menina, pelas ruas da solidão, o via em meu futuro, tão distante e cheio de ilusão, quanta inocência a minha achar que poderia envolver fogo com fogo.
Foram meses, até eu conhecê-lo intensamente, foi dolorido, inimaginável, torturante... prazer decepção. 

Aline Pereira




Nenhum comentário:

Postar um comentário