Blogger

Blogger
Morena - Autora

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Síndrome do pânico, ansiedade e tudo mais

As coisas estão indo, indo bem, digamos assim, e... do nada, simplesmente do nada, senti algo esmagando minha garganta, como se fosse um nó cego, logo veio a falta de ar, soube na hora, era ela... mostrando todo seu poder de destruição, a angústia;

"Ela vem sem ser convidada, sem ser chamada,
vem como se fosse um cavalo de corrida,
quer mostrar toda sua força,
te deixar totalmente ferida"

E o que senti no "durante", o pior de tudo, é saber que são os mesmos de anos atrás: lágrimas amargas, marcas de cansaço no rosto, calafrios pelo corpo, boca seca, mãos e pés gelados, coração disparado, pulmão paralisado... cansa, isso tudo cansa, dói fundo, dói na alma, o durante nos faz querer um fim rápido, alguma forma de acabar com aquilo, de desaparecer, de não viver, somente para não sentir mais aquele vazio, algo sem forma, sem conteúdo.
O processo é aterrorizante, te encurrala nos piores momentos da vida, sua mente gira 360º os pensamentos perturbam no silêncio da madrugada e não há saída.

Aline Pereira




2 comentários: